Quem tem tão bons jogadores não precisa de árbitro para ganhar

Partilhe nas redes sociais...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
0Share on LinkedIn
Linkedin
loading...

Em resposta ao candidato presidencial Cândido Ferreira que foi perentório em apontar os erros e afirmar que “do que Portugal precisa é de um bom árbitro”, Edgar Silva, da CDU já veio dizer que faz mais falta um ex-padre, e pelas mesmas razões, embora nem o próprio seja capaz de explicá-las, por desconhecer até ao momento quais são.

De pronto, o ex-vereador municipal Paulo Morais veio contestar a afirmação, frisando que não faz sentido eleger alguém com tais características, muito menos um padre habituado a perdoar a quem o ofende e pronto a desculpar todos os políticos pelos erros que têm cometido, arrastando a economia portuguesa quase para a insolvência.

Estas palavras desencadearam uma reação em cadeia sem precedentes na política cá do burgo.

Marisa Matias acha que deve entrar por ser mulher, mas a Maria de Belém essa condição não basta pois é imperioso que ela possua experiência de governação. Sampaio da Nóvoa considera a relevância de o lugar ser ocupado por um professor universitário, no que Marcelo Rebelo de Sousa está plenamente de acordo, ainda mais se nenhum deles quiser vê-lo regressar ao papel de comentador televisivo para criticar o que vierem a andar a fazer.

Já Henrique Neto é que não foi de modas e afirmou que para Portugal o melhor seria ter um presidente experiente, de idade avançada mas com um espírito empreendedor, enquanto Jorge Sequeira prefere um que prime pela elegância e, numa alfinetada a Cavaco, não prime apenas por saber combinar uma cor de camisa com a gravata.

O único dos 10 que não se pronunciou foi Tino de Rans, de quem nenhum dos outros desdenharia recolher apoio, não porque considerem que tem peso eleitoral suficiente para ajudar a decidir o resultado das eleições na 2ª volta, mas porque, aos que saírem derrotados, saberia bem passar na casa dele uns dias no campo a descansar, só para fugirem ao bulício da cidade.

loading...

Related Post

,