Subida do salário mínimo faz disparar venda de tremoços

loading...

Logo no 1º dia de janeiro, disparou a venda de tremoços nas principais cervejarias, cafés e tabernas de Portugal.

Sendo que o valor médio diário do aumento não chega para passarem a comprar amendoins e muito menos percebes ou burriés, lamentam-se os frequentadores das tascas que auferem esta remuneração, de não poderem, para acompanhar a tradicional mini, passar a comprar senão uma quantidade maior de tremoços. E foi o que fizeram logo no 1º dia de janeiro, em que saíram à rua para celebrar a entrada no novo ano.

São unanimemente da opinião de que é bom manter-se a tendência de subida do ordenado mínimo, pois de contrário e caso não atinja o valor de 600 euros no final da legislatura de 4 anos, o cenário provável é que nem tremoços possam continuar a comprar, uma vez que com o aumento do custo de vida e sem a compensação do lado dos recebimentos, sem dinheiro que chegue para a cervejola, só vão poder beber água da torneira e esta, como se sabe, não acompanha bem com nada.

loading...
,