Sp. Braga recebe subsídio da Segurança Social, por acolher jovens que estão em risco de no final da época não serem transferidos para outro clube

loading...

Inédito no futebol português. A ideia da candidatura do clube ao subsídio, através do preenchimento de 10 formulários, foi do presidente António Salvador e o clube vai agora passar a receber um subsídio mensal de 700 euros, pago pela Segurança Social, por acolher no seu plantel jovens em risco.

A denúncia da grave situação foi feita há 2 meses, à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ), porque foram identificados no plantel do clube, 2 jovens que no final da presente época correm o risco de não poderem ser transferidos para o Benfica e render milhões aos cofres do clube, como aconteceu há um ano com Rafa Silva.

Esta situação não deve sofrer alteração, pelo motivo de até agora não terem jogado qualquer minuto, mas estão já a receber acompanhamento psicológico e brevemente devem superar o trauma de não poderem ir ao Mundial.

Os jovens referidos são o guarda-redes de 19 anos, Ricardo Velho; e o avançado Erick de 20, ambos promovidos da equipa B.

O Sp. Braga já recebeu a 1ª tranche e apresta-se para concorrer a outros subsídios, sendo que deverá agora candidatar-se aos 370 euros mensais pagos aos lares de idosos. O único entrave é que, neste caso, o clube talvez ainda tenha de esperar uns anitos para receber o desejado subsídio, uma vez que tanto Marafona e Marcelo Goiano ainda só têm 30 anos e ainda são considerados uns jovens.

 

loading...