Paulo Portas candidato a empresário do ano

Partilhe nas redes sociais...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
0Share on LinkedIn
Linkedin
loading...

Confiante de que com um Governo de entendimento à esquerda, o tecido empresarial português reúne finalmente condições para crescer, o centrista Paulo Portas veio comunicar que pretender tornar-se empresário fundando umas três ou quatro empresas brevemente e que, nos próximos dez anos, não pensa participar na vida política ativa.

Desde que cessou funções governamentais, Portas tem andado numa azáfama e com a vida num virote, anda com os dias ocupados a tratar de papelada necessária à obtenção de licenças, enredado numa teia burocrática, deveras surpreendido por ela ter piorado nos 4 anos em que Passos Coelho conduziu os destinos do país.

Há quem reveja no seio das duras críticas que ele fez à estabilidade governativa do PS, o receio pelo que teria acontecido à coligação de direita se se tivesse mantido em funções. É que adotando a postura que ultimamente o tem caracterizado, censurando a burocracia e outras coisas que vêm de trás, quem não estaria disposto a aturá-lo e correria com ele rapidamente era o seu amigo e antigo Primeiro-ministro do PSD.

loading...

Related Post

,