Mourinho despede… Mourinho!

loading...

Antes do despedimento, o Penúltima Hora soube que Abramovic terá feito uma última tentativa para mudar o comportamento de Mourinho, o que parecia uma tarefa impossível, visto que o treinador não ouve ninguém.

A última esperança residia numa experiência da reconhecida Universidade de Oxford, que se predispôs a trazer do passado a única pessoa com capacidade para chamar Mourinho à razão… Mourinho!

Mas a experiência não correu muito bem, num qualquer paradoxo temporal, segundo os cientistas, Mourinho de 2004 e de 2015 repetiram o mesmo cumprimento múltiplas vezes: “Olá, eu sou o melhor do mundo”.

Depois de meia hora escaldante, com os ânimos meio exaltados, a gota de água aconteceu quando o Special one viu a classificação do Happy one, levando-o a agredir o mais velho, rasgando-lhe a camisa completamente. Para os mais novos, uma moda de 2004.

Um Mourinho de tronco nu, desculpabilizou o seu eu mais jovem, afirmando que ele não o queria magoar, apenas refrescá-lo porque estava muito calor na sala. Ao mesmo tempo,  Mourinho versão 2004 exigia a Abramovic o despedimento daquele, que em sua opinião, envergonhava o seu futuro, chegando ao ponto de ameaçar despedir-se em 2004.

Sem alternativa, Abramovic despediu Mourinho, para contentamento de… Mourinho.

loading...
, , , , , ,