Maria de Belém entre a espada e a subvenção

loading...

Maria de Belém já fez contas e ao repórter PH informou que, no caso de ser eleita e vir a ter de optar, preferirá enquanto exercer o mandato de 5 anos, ficar a ganhar só a subvenção vitalícia dada pela Assembleia da República, em detrimento do vencimento de Presidente a que teria direito. Outros candidatos pronunciaram-se no mesmo sentido mas prometem não se alongar em comentários até ver confirmada a eleição saberem ao certo quanto é que ela leva para casa.

Jorge Sequeira é que é o mais pragmático e convencido de que não ganhará a corrida a Belém, até já se ofereceu para trocar de lugar com a candidata socialista, pois de bom grado aceitaria ficar com o que ela aufere da subvenção, cedendo-lhe os míseros euros que por cada consulta como psicólogo cobra aos pacientes no seu consultório ou o que ganha a título de principal orador nas palestras em que tem participado.

loading...
,