Lei da morte assistida no Sporting, discutida na AG marcada para dia 23/6

Partilhe nas redes sociais...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
0Share on LinkedIn
Linkedin

Promete vir a ser renhida, a votação entre apoiantes e contra-apoiantes das medidas que podem levar ao falecimento precoce do clube que já conta com mais de 100 anos de vida.

Isto numa altura em que se discute a lei da eutanásia. Críticos de Bruno de Carvalho insistem em que a sua continuidade na presidência do clube, porá em perigo a vida da instituição centenária que se tem ultimamente apresentado aos sócios num estado de saúde débil.

A ver vamos o que acontece. Se os sócios votarem na sua saída imediata, ainda teremos Sporting, pelo menos, até à data de futuras eleições. Isto, claro, se através do voto da maioria, não voltarem a escolhê-lo novamente para ocupar o lugar, colocando sérias dúvidas ao facto de o clube durar até ao fim desse mandato.