Há um agente infiltrado da Troika em Portugal

loading...

Deputados afetos à coligação de esquerda no parlamento, acreditam que é numa partida de Sueca a 4, que os elementos da Troika, quando se deslocam ao nosso país, jogam o futuro da economia portuguesa e dos portugueses em geral.

Daí andarem desconfiados da existência de um 4º elemento, residente em Portugal, mas sem o qual não podem começar a jogar, e que se lhes junta nas sessões de trabalho que acontecem à porta fechada, longe do Ministério das Finanças e da presença indiscreta dos jornalistas do Correio da Manhã.

Do grupo de candidatos, há fortes probabilidades de ele ser o ex-primeiro-ministro Passos Coelho, o que a confirmar-se redundaria num duplo fracasso para o seu Partido.

Depois de em outubro não ter conseguido arranjar um parceiro bom para governar, seria agora a vez de escolher mal o parceiro para jogar às cartas, apesar de neste caso também os outros serem tão maus que, independentemente do que viesse a escolher, se saber que nunca seria possível num jogo deste tipo continuar a jogar sem colocar seriamente em risco o seu nome e a sua reputação.

loading...