Esposa de Skripal forja provas contra os ingleses, porque se o marido morrer não quer receber a pensão de viuvez em rublos

loading...

Caso ocorra o óbito do marido, a viúva do espião russo Skripal receberá uma pensão vitalícia de viuvez, no entanto, prefere recebê-la em libras, em vez de rublos.

Pagá-la-ão as autoridades do país que for considerado culpado. Neste caso, as inglesas, se for provado que foi um cidadão daquele país o responsável; mais concretamente, o ator Daniel Craig, que tem contra si provas, alegadamente forjadas pela mulher de Skripal, segundo as quais ele cometeu o hediondo crime, porque via no espião russo a viver em Inglaterra, o seu mais que provável substituto no papel de 007, para o próximo filme da saga, que vai ser realizado em breve.

Além da pensão, haverá uma choruda indemnização, mas se pretende gastá-la em compras de luxo em Paris ou Milão, é bom que ela se apresse. A residir no Reino Unido, sabe que a partir do momento em que se efetivar o Brexit, terá maiores dificuldades em circular livremente nos Estados comunitários, sendo que o mais certo seja não poder gastá-la em França ou Itália ou de férias em Lisboa à mesa de um dos restaurantes do Chef Avillez … a não ser que gaste mais umas coroas e compre um Visto Gold em Portugal. Tornar-se-ia logo cidadã nacional de plenos direitos, mais até do que quem cá vive há mais tempo.

loading...