Diplomata português expulso da Rússia, porque foi apanhado a conduzir em contramão e pensaram que fosse inglês

loading...

Sem apelo nem agravo, como se fosse um foragido, o 2º secretário da embaixada em Moscovo foi expulso; e não adiantou a mulher, que seguia no lugar ao lado do condutor, dizer que o marido ia bêbedo e por isso é que guiava pela esquerda, para o livrar de ter sido detido e, sob forte aparato policial, transportado até ao aeroporto onde embarcou no 1º voo com destino a Lisboa.

Ao fim de longas 15 horas, com escalas em Berlim, Paris e Madrid, o nosso diplomata lá desembarcou, ainda com uma taxa de alcoolémia superior a 3 gr. no sangue, e cambaleando saiu à procura de táxi; já sem a esposa que entretanto ficou detida pela PSP.

Irritada, envolveu-se à pancada com um taxista que, pensando que ela trabalhava na Uber, a insultou por ter aparecido para ir buscar o marido num carro alugado, topo de gama da Mercedes.

loading...