Dadores de esperma exigem acórdão do tribunal, que acabe com o sigilo acerca da morada e número de telefone das mulheres despidas que veem nas revistas

loading...

Um grupo de dadores de esperma exigiu, à porta do Tribunal Constitucional, um acórdão como o que considerou ser legítimo revelar a sua identidade, no âmbito da lei da gestação de substituição.

Pedem que lhes seja facultada a identidade das mulheres em cujas fotografias se inspiram, de modo a poderem ejacular-se para o interior de um frasco, diante de uma revista.

Basta a morada e o número de telefone, dizem, mas também serve a página do Facebook. Não é que conte, mas podem querer começar por, nalguma da fotografias em que exibissem melhores curvas, colocar uns milhares de “gostos”.

 

loading...