Costa nega que apoio incondicional dado a Centeno no caso dos bilhetes da Luz esconda qualquer intenção de pedir a isenção do IMI

loading...

Não se lhe conhecem grandes propriedades que pudessem beneficiar da isenção deste imposto. No entanto, nunca se sabe. O que se sabe é que nunca o cidadão António Costa, pediria a si próprio na qualidade de Primeiro-ministro que intercedesse junto de alguma instância para ficar isento de IMI no prédio onde vive.

Que jamais pediria ao amigo Luís Filipe Vieira bilhetes para a bola, como fez Centeno; que nunca recorreria à amizade pessoal com Eduardo Cabrita ministro da Administração Interna, para lhe ser perdoada uma multa de trânsito; e que nunca na qualidade de figura pública pediria ao homem do talho para cortar os bifes mais finos do que faz para as outras pessoas.

Sem vícios privados que não possam ser tornados públicos, António Costa é um homem que anda indissociável de uma conduta exemplar, sinónimo de qualidade. Um pouco como aquelas peças de lã que não esticam nem encolhem se forem lavadas seguindo as instruções da etiqueta: não pode é ser contrariado, nem lhe podem negar que nunca se engana e raramente tem dúvidas.

 

loading...