Contribuintes pagam o custo de reverter o negócio da TAP, na fatura da eletricidade

loading...

Os portugueses vão ter um custo adicional na fatura da eletricidade do próximo ano, a juntar à taxa do Audiovisual, que pagam quer tenham ou não televisão em casa: o da indeminização que o Estado português pagará ao grupo que comprou a TAP, caso vá para a frente a intenção manifestada por António Costa de fazer reverter o negócio da venda.

Prevê-se que o valor mensal repartido pela fatura de cada português será pequeno, mas a pagar nos próximos 95 anos pelas gerações vindouras, a quem será exigido que paguem pelo privilégio de poderem continuar a emigrar em busca de trabalho lá fora, em aviões de bandeira portuguesa.

O valor da indeminização, acrescido de juros e correção monetária, está a ser calculado pelo ministro das finanças Mário Centeno, mas há quem diga que nos devíamos começar a acostumar a viajar em low-cost. E a razão é simples: sempre poupávamos e quando, os nossos filhos e netos nos viessem pedir contas pelos erros cometidos no presente, sempre tínhamos qualquer coisa para lhes dar e já não iam de mãos a abanar.

loading...
, ,