Com a nomeação do 6º Primeiro-ministro em 3 anos na Guiné, vai ser erguido em Lisboa um memorial aos assassinados politicamente pelo regime

loading...

A iniciativa inédita vai ter o alto patrocínio de inúmeras personalidades, membros dos PALOP e vai ser financiada pelo Shrek IV, uma organização não-governamental – ONG sem fins lucrativos. No muro onde vão constar os nomes completos dos 5 ministros entretanto destituídos, vai ser descerrada uma bandeira e irá ocorrer amanhã a inauguração pelas 18h e na circunstância será proferido um discurso de 10 páginas diante da representação da Guiné-Bissau em Lisboa.

O discurso vai ser lido pelo secretário da Shrek, em Português, Francês e Inglês e Birmanês, e pretende salvaguardar a memória futura destes 5 valorosos homens que deram o seu melhor para fazer o país evoluir sem subir a dívida pública a mais de 130% do PIB.

Num jantar organizado em Bissau há um mês, os ex-políticos, que viram a sua carreira destruída ao terem sido apelidados de incompetentes, falaram de temas atuais e do papel que agora desempenham à frente das principais empresas públicas do país.

Ao repórter PH não se mostraram interessados na homenagem e optaram pelo silêncio. Talvez com medo de represálias ou achando que estando politicamente mortos, ninguém ouviria o que dissessem, até porque a oposição ao presidente é cada vez mais débil e tem cada vez menos poder

loading...