Colégio de comissários europeus recorre ao vídeo-árbitro para julgar Portugal

loading...

O colégio de comissários europeus reunido em Bruxelas, decidiu recorrer a um sistema semelhante ao do vídeo-árbitro que se prepara para ser implantado, a fim de poder futuramente sancionar Portugal em caso de incumprimento das metas do défice.

O processo é simples e consiste em ver e escutar atentamente todos os programas de televisão e rádio em que intervenham ministros e secretários de Estado do Governo de António Costa.

Um dos mais visados deverá ser o encarregado da pasta das Finanças, Mário Centeno, que não esconde ser o que mais dissonante dos recentes pontos de vista do comissário europeu para os assuntos económicos, em relação a Portugal e à implementação ou não de um chamado plano B para salvar a economia. Só não se sabe muito bem o que sucederá se for pessoalmente António Costa a discordar de Merkel, embora não se espere que seja ela a escolher a sanção, remetendo essa tarefa para o subalterno de algum assessor.

A chanceler assiste a pouca televisão e de Portugal só sabe o que comentam nos noticiários alemães. É de resto tão crítica em relação ao que se passa no nosso país, que não hesitaria, caso ligasse à RTP, SIC ou TVI em horário nobre, a sugerir muitos mais cortes, desta vez nos tempos reservado aos intervalos em que passam dezenas e dezenas de anúncios.

loading...
, ,