Bruno de Carvalho caça-terroristas em Bruxelas

loading...

Famoso por farejar cabalas onde elas não existem e ser capaz de, a partir da trajetória de voo de uma gaivota, enxergar tentativas de corromper os árbitros nos jogos contra o Sporting, o presidente leonino Bruno de Carvalho foi chamado, em caráter de urgência, a Bruxelas, para auxiliar a polícia local a detetar eventuais pistas que levem à detenção do perigoso terrorista ligado aos terríveis atentados de Bruxelas que continua a monte.

Far-se-á acompanhar do dirigente do clube para as relações internacionais, Augusto Inácio, que fruto de uma grande perspicácia, desmantelou a cabala montada em torno da falsa lesão do guardião benfiquista Júlio César, desmentindo o resultado da ressonância magnética que apontava para ser uma grave lesão dos músculos e tendões a única responsável por, até hoje, ser obrigado a manter-se afastado dos relvados.

loading...
, , , , ,