Para 2016 os astros anunciam desentendimentos à esquerda

loading...

A carta astrológica para 2016 prevê graves desentendimentos entre os Partidos da esquerda unida.

Porém, há quem conteste esta previsão, baseado em que a divergência de pontos de vista começou a verificar-se ainda este ano, poucas semanas passadas desde ser empossado António Costa como Primeiro-ministro.

Com efeito, a mais recente a dar razão aos arautos da desgraça, ocorreu aquando da votação no Parlamento do orçamento retificativo que visou salvar da falência os investidores de milhões de euros no lixo tóxico do BANIF.

Na ocasião, tendo o PS votado a favor da venda do Banco aos espanhóis do Santander, verificou-se que tanto os comunistas como bloquistas, formando uma barricada no campo oposto, se juntaram ao CDS/PP pela vitória do não. Foi o sinal mais grave da diferença de opiniões até ao momento.

Há quem vaticine, no futuro um entendimento entre os líderes parlamentares do Bloco de Esquerda e do CDS/PP, que não morre de amores por Jerónimo de Sousa, mas em favor de um consenso alargado estaria mais facilmente disponível para engolir alguns insultos, do que ele as explicações que do lado da Direita têm sido dadas para justificar o negócio dos famigerados submarinos.

A ver vamos, como se posicionam os astros. Em nome dos tais consensos, talvez os que pairam sobre o hemiciclo ajudem os deputados de todos os quadrantes a ouvirem-se, menos na parte em que gostam de insultar-se uns aos outros.

loading...
, ,